Você é capaz de ser e fazer tudo o que quiser. Não precisa depender da vontade e disposição de ninguém para atender os seus desejos. Se os outros são capazes, você também é. Você dá atenção, carinho, amor, energia, afeto, felicidade, paz e cuidados para você mesmo. Você está no controle e gerenciamento da sua vida. O outro pode te fazer companhia, trocar ideias, te ajudar, te ensinar… mas cada um tem a própria vida e deve saber gerenciar de forma independente, sem cobranças, sem apegos, sem chantagens emocionais. A única pessoa que você pode e deve depender é de você mesmo, desenvolvendo muito amor próprio. Se você é dependente, por exemplo, do carinho do outro, comece a dar esse carinho que gostaria de receber do outro, para você mesmo. O grande erro que muitas pessoas comete é ficar se doando e agradando demais o outro, numa tentativa inconsciente de fazer com que o outro lhe dê mais daquilo que elas querem receber. Esquecem de cuidar de si mesmo, de se valorizar e se respeitar. Quanto mais cuidarmos de nós mesmos, mais os outros se sentirão atraídos e encantados por nós, naturalmente. Cuide-se e se perdoe por ter abandonado a sua própria essência.

Paula Teshima